Soares Chronicles #96: Qual é o seu super herói?

I took a walk around the world
To ease my troubled mind
I left my body laying somewhere
In the sands of time
But I watched the world float
To the dark side of the moon
I feel there is nothing I can do, yeah
I watched the world float
To the dark side of the moon
After all I knew it had to be
Something to do with you
I really don’t mind what happens now and then
As long as you’ll be my friend at the end
If I go crazy then will you still
Call me Superman
If I’m alive and well, will you be
There a-holding my hand
I’ll keep you by my side
With my superhuman might
Kryptonite
You called me strong, you called me weak,
But still your secrets I will keep
You took for granted all the times
I never let you down
You stumbled in and bumped your head,
If not for me then you’d be dead
I picked you up and put you back
On solid ground
If I go crazy then will you still
Call me Superman
If I’m alive and well,
Will you be there a-holding my hand
I’ll keep you by my side
With my superhuman might
Kryptonite
If I go crazy then will you still
Call me Superman
If I’m alive and well, will you be there
Holding my hand
I’ll keep you by my side
With my superhuman might
Kryptonite
Yeah!!
If I go crazy then will you still
Call me Superman
If I’m alive and well,
Will you be there a-holding my hand
I’ll keep you by my side
With my superhuman might
Kryptonite
Yeah!!

3 Doors Down, Kryptonite

 Cigarro Verde. É o nome de um super-herói da classe Z que aparece numas histórias do Homem-Animal dos anos 90, acho que é do Peter Milligan, agora eu não me lembro direito. Hora que eu fui acender o cachimbo eu me lembrei dele.

 Com todo esse hype sobre super-heróis que tem acontecido por causa dos filmes, até me surpreendi que eu não tenha escrito sobre isso mais cedo, afinal é um dos meus assuntos de discussão favoritos. Super-heróis. Meu NC (Nerd Coeficient) se elevou a 42å potência.

 Ah, claro, como eu vou começar a falar sobre filmes, vai ter Spoilers, então não encham o meu saco depois.

 Bom, vamos começar pelo filme dos Vingadores, baita filme. Pancadaria geral e desregrada, quase ninguém morre, e no meio de um milhão de explosões e veículos espaciais caindo acho que é um baita feito.

 O Homem-Aranha novo, também puta filme, melhor que os Vingadores, melhor que todos os outros Homem-Aranhas que vieram antes. Arrisco-me a dizer que junto com o Batman (do Tim Burton) e o Superman (dos anos 70) forma-se a trindade sagrada dos filmes de super-heróis. É, eu sei, só umas 3 pessoas no mundo vão concordar comigo, haters gonna hate e foda-se.

 Mas o que eu acho interessante em filmes ou histórias no geral é nossa capacidade de se identificar ou identificar outras pessoas com os personagens em questão. Vamos analisar algumas características de alguns personagens mais conhecidos, prometo não citar personagens como o Cigarro Verde (que tem um conceito bacana), mas que ninguém sabe quem ele é.

 Vamos começar por um bem mainstream, o Batman. O Batman é um psicopata. Ele até pode ser um psicopata que, em tese, tá do nosso lado. Ele é aquele teu amigo; pensando bem, o Batman não é amigo de ninguém, ele, no máximo, conhece pessoas que podem ser úteis; que tu quer que esteja do teu lado na briga. Tu sabe que ele vai fazer o que quer que precise para vencer. Bater em alguém caído? Feito. Quebrar um latão de lixo na cabeça de alguém? Sou parceiro. Olhar intimidadoramente para um oponente 3 vezes maior e dizer algo como: “Bate, mas bate antes da barbinha.” Feito. Talvez isso seja um exagero, o Batman não beberia tanto assim, o Tony Stark sim.

 Mas o que faz ele ser um psicopata é a motivação, ele quer vingança. Lá no fundo é isso, deve ter um milhão de histórias que tentam nos vender que ele quer justiça, mas o que ele quer é vingança. Ou seja, lá no fundo ele é egoísta, e não altruísta como um super-herói tradicional. A vingança que ele busca não é contra o criminoso que matou seus pais, é contra a sociedade que deixou isso acontecer, por isso que ele pega as regras da sociedade e joga-as pela janela da Mansão Wayne e sai cagando todo mundo a pau. Vingança.

 O Superman. A principal característica do Superman é que ele é Super, não pelos poderes, mas pelo Homem que ele é. O Superman é um personagem de resgate cultural, ele surge no meio da depressão americana, na véspera da II Guerra, o último sobrevivente de um planeta condenado, cheio de poderes sobre-humanos, mas… e aqui tá o pulo do gato, mas, criado por um casal do meio-oeste americano que o ensinou a ser um Homem.

 Vocês conseguem perceber a quantidade de coisas em cima do personagem? O Superman aparece num momento que o público precisa de um salvador, e esse salvador não é alguém que faz mais que os outros, que é mais forte ou mais rápido, mas, é um símbolo. O símbolo do Bom Homem que construiu a nação americana (eu não estou defendendo os EUA, mas apenas fazendo observações sobre a mítica americana, ok?), o cara que vem do interior do Kansas e faz história, o cara que luta pela liberdade, que não desiste apesar das adversidades, que não precisa de nada daquilo, mas faz tudo aquilo para honrar as memórias dos seus pais, tanto os de Krypton como os do Kansas. E claro, todos os personagens importantes na história do Clark Kent, começam com L.L. Mas isso é assunto pra outro dia.

 Todos sabem que eu tenho um apreço especial pelo bom e velho Peter Parker, o seu amigão da vizinhança, Home-Aranha. Ele é o grande personagem da nossa época. O motivo é bastante simples: ele é o mais humano dos personagens de quadrinhos. Ele é um guri, que duma hora pra outra a vida dá uma reviravolta e, apesar do custo pessoal para ele, ele decide fazer o que é certo, excepcionalmente simbolizada na famosa frase do Tio Ben: “Com grandes poderes vem grandes responsabilidades.”

 O custo que ele paga por ser o Homem-Aranha é gigantesco, é muito maior que o custo de ser o Super-Homem ou o Batman, ele deixa de fazer coisas importantes para o Peter Parker, para que ele possa ser o Homem-Aranha. Então, se primeiro temos um psicopata com sede de vingança, um alienígena em busca de aceitação, quem é o Homem-Aranha? O Homem-Aranha é o desejo de maturidade, é o fim da juventude, é o assumir a responsabilidade de si mesmo e ser responsável por outras pessoas.

 Vocês notaram um padrão? Todos os personagens são calcados numa busca. E esse é um exercício que a gente pode fazer com diversos personagens. O Homem de Ferro é um cara arrependido em busca de uma nova chance; o Thor é alguém que busca ser digno e nobre como ele acha que acham que ele deve ser; o Capitão América é um cara que se tornou tudo aquilo que ele queria ser, nunca pode ser menos para não desapontar as pessoas. Dá pra pensar em algo assim até pro Aquaman.

 Tá, pro Aquaman talvez seja um pouco mais difícil, mas a idéia de aceitação também é muito forte.

 Tenho certeza que um monte de gente diria que é uma análise simplista, que eu não levo em conta “n” fatores, elas tem razão. Isso é apenas uma rápida reflexão.

 Mas, afinal, qual é o meu super-herói? Essa deve ser a pergunta a ser respondida correto?

 Correto. O meu super-herói é o Obelix.

 Mas ele não é um super-herói, vocês devem estar pensando. Concordo, ele não tem capa, nem usa malhas justas, nem é um psicopata buscando vingança, ou um alienígena.

 Porém, as histórias dele funcionam como uma de super-herói. Ele tem poderes inusitados devido a um acidente inusitado, ele luta contra os opressores do seu povo, ele sempre ajuda os amigos e mais de uma vez coloca-os numa roubada. Parece um super-herói. Verdade, que como o Aquaman, ele quase nunca é o principal, mas sem ele a história não funciona.

 Mas, há semelhanças impressionantes e outras nem tanto.

 O Obelix é gordo. Eu também.

 O Obelix é um bravo guerreiro gaulês. Eu não.

 O Obelix é conhecido por comer coisas inusitadas (dois javalis, por exemplo). Eu também, não sei o que seria equivalente aos dois javalis na sociedade moderna, mas cinco pratos de dobradinha do Bristol me dão permissão para discutir qualquer coisa.

 O Obelix é um escultor e carregador de menires. Eu nunca consegui fazer nada de interessante nem com argila, nem com massinha de modelar. Em compensação, já carreguei muito piano nessa vida.

 O Obelix gosta de cachorros. Eu não, aliás existe um teoria de que eu não gosto de nada, mas eu não gosto dessa teoria porque é muito exagerada.

 O Obelix é um cara em busca de aventura, emoção, sempre pronto para uma road trip com os amigos, com uma capacidade gigante de fazer as pessoas rirem, mesmo que sem intenção. Eu gosto de pensar que eu também tenho algumas características assim.

 O Obelix é apaixonado por uma menina impossível, a Falbala. Comentários totalmente desnecessários.

 O Obelix caiu num caldeirão quando pequeno. Eu cai num barril.

 O caldeirão do Obelix tava cheio de uma poção mágica que lhe transformou num guerreiro invencível e incansável. O meu barril tava cheio de super-amendoins, e eu nem vou falar no que eu me tornei.

 E a minha busca? Vitamina C.

I can’t stand to fly
I’m not that naive
I’m just out to find
The better part of me

I’m more than a bird
I’m more than a plane
I’m more than some pretty face beside a train
And it’s not easy to be me

I wish that I could cry
Fall upon my knees
Find a way to lie
‘Bout a home I’ll never see

It may sound absurd
But don’t be naive
Even heroes have the right to bleed
I may be disturbed
But won’t you concede
Even heroes have the right to dream
And it’s not easy to be me

Up, up and away, away from me
Well it’s alright
You can all sleep sound tonight
I’m not crazy or anything

I can’t stand to fly
I’m not that naive
Men weren’t meant to ride
With clouds between their knees

I’m only a man in a silly red sheet
Digging for kryptonite on this one way street
Only a man in a funny red sheet
Looking for special things inside of me, inside of me
Inside of me, yeah inside of me, inside of me

I’m only a man in a funny red sheet
I’m only a man looking for a dream
I’m only a man in a funny red sheet
And it’s not easy…
It’s not easy to be me

Five for Fighting, It’s not easy

M Soares

soaresontheroad@yahoo.com

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s